FHC defende CPI do Cachoeira: 'é preciso investigar'

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso considera comissão mista forma de o Congresso demonstrar sua autonomia

João Domingos, de O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2012 | 14h39

BRASÍLIA - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu nesta terça-feira, 17, na Câmara dos Deputados, a instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para apurar o envolvimento do contraventor Carlinhos Cachoeira. "Chega uma hora em que o povo cansa da corrupção. É preciso investigar", disse Fernando Henrique, que foi homenageado na Câmara com o documentário "A Construção de Fernando Henrique", que será exibido na quinta-feira, 19, pela TV Câmara.

Para o ex-presidente, a CPI Mista é uma forma de o Congresso Nacional demonstrar sua autonomia e força e que o momento exige isso. "Chegou o momento de o Congresso assumir suas responsabilidades com serenidade", afirmou. Ele acredita que a corrupção continua, porque não existe punição.

Na opinião de Fernando Henrique, dá para fazer política sem a utilização do chamado caixa dois. "Dá para fazer. Se não dá, tem que criar condições para fazer. É uma questão de respeito ao povo."

Deputados e senadores buscam instalar nos próximos dias no Congresso uma CPI mista para investigar os negócios mantidos pelo contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A Operação Monte Carlo da Polícia Federal indica ligações entre políticos e o bicheiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.