FHC, De la Rúa, Lagos e Fox têm encontro no sábado

O presidente Fernando Henrique Cardoso terá um encontro reservado, na manhã sábado, em Lima, com seus colegas da Argentina, Fernando de la Rúa; do Chile, Ricardo Lagos; e do México, Vicente Fox. A pauta da reunião será aberta. Mas, conforme uma fonte do governo, certamente serão discutidos os ganhos obtidos na reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) realizada na semana passada, em Doha, os impactos da luta contra o terrorismo nas economias locais e a crise política e econômica da Argentina.Os presidentes deverão, particularmente, tratar do reconhecimento do governo De la Rúa da impossibilidade de cumprimento do compromisso de déficit zero e, portanto, da improvável antecipação da parcela de US$ 1,3 bilhão pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), prevista para dezembro. Esses recursos seriam destinados à cobertura dos títulos que vencem no final deste mês e que somam US$ 1,6 bilhão. Sem essa parcela, o risco de moratória aumenta.Desta vez, entretanto, não está prevista nenhuma manifestação pública dos três colegas de De la Rúa ao governo argentino. Em meados de agosto, o mesmo grupo reuniu-se em Santiago (Chile) e concordou em convencer os demais membros do Grupo do Rio a elaborar uma declaração pública em favor da ajuda financeira do FMI e dos países mais desenvolvidos à Argentina. Fernando Henrique e Lagos também enviaram, antecipadamente, cartas aos líderes dos países mais ricos com o mesmo apelo.O presidente Fernando Henrique também se reunirá com o primeiro-ministro de Portugal, Antonio Guterrez, e com o presidente português, Jorge Sampaio, amanhã. Em princípio, poderão tratar dos investimentos portugueses no Brasil e da posição mantida por Portugal de apoio às demandas do Mercosul nas negociações sobre o livre comércio com a União Européia. O presidente Fernando Henrique Cardoso desembarca amanhã em Lima para participar da 11ª Reunião de Cúpula Iberoamericana e deverá permanecer na cidade peruana até o domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.