FHC considera decisão de Reale descabida, mas aceita demissão

O porta-voz do Palácio do Planalto, Alexandre Parola, informou que hoje o presidente Fernando Henrique Cardoso tentou, em conversa telefônica com o ministro demissionário da Justiça, Miguel Reale Júnior, convencê-lo a desistir de pedir demissão do cargo. O ministro, porém, reiterou o pedido de demissão, relatou Parola. Fernando Henrique, segundo o porta-voz, considerou o pedido descabido mas, diante da insistência de Reale Júnior, o considera demitido. Reale Júnior, que defendia intervenção federal no Espírito Santo para combater o crime organizado, optou pelo pedido de demissão depois que o procurador-geral da República, GeraldoBrindeiro, decidiu não solicitar ao Supremo Tribunal Federal a adoção da medidaintervencionista sob alegação de que ela não conta com o apoio do presidente da República.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.