FHC alerta para problemas em negociações trabalhistas

O presidente Fernando Henrique Cardoso fez um alerta hoje, no seu programa semanal de rádio Palavra do Presidente, sobre pessoas que estariam desvirtuando os objetivos das Comissões de Conciliação Prévia nas negociações entre patrões e empregados. De acordo com denúncias encaminhadas ao Ministério do Trabalho, algumas comissões estariam cobrando dos trabalhadores porcentuais sobre os resultados das conciliações. "Eu lamento profundamente que isso esteja acontecendo", disse o presidente, acrescentando que o governo vai manter essa conquista "a qualquer preço". O presidente destacou a importância dessas comissões para melhorar as relações trabalhistas e desafogar a Justiça do Trabalho. "Pendências que esperavam 10 anos por uma solução agora são resolvidas em até uma semana", afirmou. O presidente informou que o Ministério do Trabalho está ouvindo a associação dos magistrados e representantes de centrais sindicais para avaliar a extensão e a natureza dessas irregularidades e, ao mesmo tempo, está fazendo um acordo de cooperação com as confederações patronais, centrais sindicais e o Ministério Público do Trabalho para definir novas regras nas comissões e evitar novos abusos. "Tudo que for considerado irregular será enviado para o Ministério Público e os responsáveis vão responder por isso", garantiu o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.