Fernando Bezerra, do PTB, deve ser o novo líder do governo

O senador Fernando Bezerra (PTB-RN) deve ser o líder do governo no Congresso. Segundo o presidente Nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson (RJ), foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quem lhe comunicou a escolha na noite de sexta-feira. O deputado disse que o presidente comprometeu-se a dar posse a Bezerra na tarde de terça-feira, em Brasília. O PMDB que vinha ocupando a liderança governista até a escolha do senador Amir Lando (PMDB-RO) para o Ministério da Previdência Social, perde um dos postos de poder que considera importante. No dia da posse coletiva do novo ministério, o líder do partido, Renan Calheiros (AL), fez questão de procurar o ministro da Casa Civil, José Dirceu, para dizer que o partido não abriria mão da liderança do governo. Os peemedebistas gostariam de colocar no cargo o senador Maguito Vilela (GO), preterido na escolha de Lando para o ministério. "O líder está escolhido e não adianta chiar porque a escolha é do governo e não dos partidos da base", disse Roberto Jefferson.Fernando Bezerra é ex-ministro da Integração Nacional do governo Fernando Henrique Cardoso. Ele entregou o cargo em maio de 2001, após ter sido acusado de receber financiamento da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) para um projeto da empresa Metais do Seridó S/A (Metasa), da qual foi sócio entre 1989 e 1998. Ele negou todas as acusações.À época, Bezerra preferiu atribuir a sua saída do governo à falta de apoio político de seu partido, o PMDB. Quando anunciou sua saída do ministério, ele também anunciou a desfiliação da legenda. "Deixarei hoje de ser o lixeiro do ministério, mas nunca serei o lixo", desabafou, rebatendo as denúncias. "Saio do governo porque faltou a solidariedade do meu partido."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.