Fernandinho Beira-Mar é baleado na Colômbia

O delegado Luiz Antônio Ferreira, titular da Delegacia Anti-Seqüestro (DAS) do Rio, entrou em contato com autoridades da Colômbia e confirmou que o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi baleado durante uma operação do Exército colombiano, mas não estaria correndo risco de vida. Ele negou, porém, que a Polícia Civil do Rio estivesse mandando uma equipe para o País, com o objetivo de reforçar as buscas e obter mais detalhes sobre o estado do traficante foragido."Está confirmado que ele (Beira-Mar) foi baleado, mas não sei de onde saiu essa informação de que a polícia do Rio estaria mandando equipes para lá", disse Ferreira, que integra a Força-Tarefa montada para prender o traficante. No entanto, fontes da DAS confirmam a operação.A Secretaria de Estado da Segurança Pública, por sua vez, garantiu que continua valendo a oferta de uma recompensa de R$ 100 mil a quem der informações sobre o paradeiro do traficante. Autoridades colombianas suspeitam que Beira-Mar esteja escondido em uma floresta do povoado de Barranco Minas, onde teria sido baleado com três tiros de pistola. A secretaria ressaltou, porém, que a recompensa não será paga ao Exército colombiano, caso os soldados do País prendam o traficante. A recompensa só é válida no território nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.