Febem culpa funcionário por fuga de 31 menores

Pela primeira vez, a Febem encontrou um culpado para a fuga de 31 adolescentes da unidade 21 de Franco da Rocha, na Grande São Paulo. O acusado, o agente de apoio Francisco Cledimar Soares de Oliveira, de 37 anos, nega. Mas indícios, como depoimentos de dois internos recapturados horas depois da fuga, levaram a polícia de Franco da Rocha a autuar o funcionário por corrupção de menores e facilitação de fuga. Ele pode pegar até seis anos de prisão.O depoimento dos jovens foi tomado separadamente. ?Eles estavam em pavilhões separados e foram encontrados em locais diferentes. Os dois deram depoimentos muito parecidos, e disseram o nome do Cledimar?, disse o delegado Manoel Alberto Cardoso de Mello, que descarta, contudo, a ligação dele com o grupo que está provocando rebeliões nas unidades 30 e 31 desde o início do ano. ?Acho que foi um fato isolado. Mas vamos investigar a participação de outros funcionários, porque não acho que ele agiu sozinho?, afirmou.Segundo os menores, Oliveira teria entregue uma pistola 380 a um interno conhecido como A. na saída do seu turno, às 19h de quarta-feira. Os internos pagariam pelo serviço. No início da madrugada, A. teria rendido um agente com a arma ao pedir para ir ao banheiro. Aos poucos, outros nove funcionários foram levados para um quarto e amarrados por outros adolescentes. Trinta e um dos 76 internos fugiram.Até as 20h de hoje, 16 haviam sido recapturados. Há ainda a versão que Oliveira teria sido advertido anteriormente pela direção e, por vingança, teria provocado e facilitado a fuga. ?Podem ter sido as duas coisas: a bronca que pode ter levado e a oferta de dinheiro?, disse Mello. O funcionário falou que está sendo acusado injustamente. ?Não sei o que está acontecendo. Não estou sabendo de arma. Lá tem controle de segurança que revista a gente.? A Febem informou que vai esperar o fim da apuração para tomar as providências com relação ao funcionário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.