Fazendeiro foge pela porta da frente de prisão no Pará

O fazendeiro Aldemir Lima Nunes, o "Branquinho", acusado de vários homicídios, trabalho escravo, crimes contra a ordem tributária, formação de quadrilha, e ameaças de morte contra autoridades públicas, fugiu quarta-feira pela porta da frente e em plena luz do dia do Centro Penitenciário de Marabá, no sul do Pará. Fazendeiro muito temido na região, ele pediu para ir ao banheiro e desapareceu.Nunes responde a vários processos na Justiça Federal, era considerado foragido de Justiça e foi preso pela Polícia Federal no dia 24 de setembro passado, em Ananás (TO), depois de ter a prisão preventiva decretada pelo juiz federal de Marabá, Gláucio Maciel. O juiz havia determinado a transferência do fazendeiro para Belém, pois temia que ele fugisse, mas a decisão não foi cumprida pela direção do sistema penal. Em Marabá, diretores da penitenciária se recusaram a comentar a fuga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.