Fazendas ocupadas são irregulares, diz Stédile

O membro da Comissão Nacional doMovimentos dos Sem-terra João Pedro Stédile disse nesta quarta-feira, em Curitiba, que o movimento vai continuar a ocupar fazendas noNorte do País, pois, segundo ele, foram construídas com dinheiro desviado da Sudam.De acordo com Stédile, a ocupação dapropriedade do senador Jáder Barbalho (PMDB-PA), ?mais que um objetivo político, serve para denunciar a situação de todas asoutras fazendas construídas com o desvio de dinheiro da Sudam?.O MST já identificou mais de 90 propriedades nessascondições.?Nós exigimos que o governo não só recupere essas propriedades, mas que as entregue para a reforma agrária?, afirmou Stédile.Ele também advertiu os proprietários a se anteciparem às ocupações e ?devolverem-nas para o Incra para serem distribuídas aquem precisa de terra para plantar?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.