Fazenda em Jacareí é invadida por sem-terra

O advogado Jairo dos Santos Rocha, representante da empresa Cristal Agropecuária, uma das arrendatárias da Fazenda Santana do Rio Abaixo, em Jacareí, vai entrar com um pedido de reintegração de posse da área, na próxima segunda-feira, dia 16, no Fórum da cidade. A fazenda foi invadida na esta manhã, por 180 integrantes do Movimento Sem Terra. O clima no acampamento é de tranqüilidade, sem confronto com a polícia, porém, segundo o coordenador do movimento, Valdir Nascimento, as famílias estavam tensas. "Eles estão com medo de alguma represália. Até agora não fizemos contato com os arrendatários". A falta de água potável, comida e o forte calor estão preocupando os acampados. Um dos acampados passou mal e teve que ser socorrido na Santa Casa de Jacareí. Alguns moradores dos arredores da fazenda tentaram entregar pães e leite para os acampados, mas foram impedidos pela Polícia Militar, que faz a segurança do local. Os integrantes do MST se reuniram numa assembléia no acampamento para malhar o judas, em alusão à data, na figura do presidente Fernando Henrique Cardoso. "Malhamos as autoridades que malham todos os dias os trabalhadores brasileiros", disse um sindicalista no local. Antes, eles lembraram o líder do movimento no Vale do Paraíba, Manoel Neto, assassinado no ano passado em Suzana e os mortos em Eldorado de Carajás. A malhação foi acompanhada por militantes dos partidos PSTU, PT e ainda de representantes do Sindicato dos Metalúrgicos e CUT. Além de FHC, malharam o juiz detido Nicolau dos Santos Neto, a violência contra as mulheres, os opressores da reforma agrária e outros temas relativos aos trabalhadores no País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.