Fazenda é ocupada pela décima vez

Uma das fazendas da área de reflorestamento Água Azul II, em Breu Branco, no sudeste do Pará, foi invadida pela décima vez por um grupo armado, supostamente financiado por madeireiras ilegais. O grupo roubou madeira, destruiu bens e ameaça funcionários. Para dificultar o acesso da polícia e do Ibama ao local, uma ponte de madeira foi destruída. As atividades da fazenda estão suspensas desde a última invasão, em agosto, e o prejuízo foi avaliado em R$ 9 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.