Fazenda é invadida por 500 sem-terra em Alambari

Cerca de 500 integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram na noite de sábado a Fazenda Santa Isabel, no município de Alambari, na região de Sorocaba. Eles chegaram em 10 ônibus,arrebentaram a cerca e se instalaram numa área de pastagens, próximo de uma nascente. É a primeira invasão de terras na região desde a eleição do presidente Luis Inácio Lula da Silva. Neste domingo, o grupo já havia construído cerca de 80 barracos e lona e fincado um mastro com a bandeira do MST. Eles ocupavam cerca de 250 dos 790 hectares da propriedade. Estava sendo aguardada a chegada de outras famílias. A Polícia Militardeslocou viaturas para o local, mas os policiais nada puderam fazer. Os invasores são procedentes de Campinas, São Paulo e cidades da região. Os coordenadores do acampamento alegam que tiveram informações de que a fazenda é improdutiva. Eles vão pedir ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) uma vistoria nas terras para que sejam desapropriadas. O objetivo é instalar um assentamento na área. O administrador da fazenda, Décio Aguilera, contestou a versão do MST. Segundo ele, a fazenda é produtiva, possuindo 450 cabeças de gado em regime de engorda. Advogados da família proprietária entram hoje com pedidode reintegração de posse no Fórum de Itapetininga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.