Fazenda é invadida pela 20ª vez no Pontal

Cerca de 200 integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram na manhã desta terça-feira, 15, a Fazenda São Domingos, em Sandovalina, no Pontal do Paranapanema, oeste do Estado de São Paulo. É a 20ª invasão da propriedade rural pelos sem-terra, a segunda este ano - a área já havia sido invadida em junho, mas os invasores foram obrigados a sair por ordem judicial. O MST alega que a fazenda, de 1,5 mil hectares, foi desapropriada para a reforma agrária. Os militantes iniciaram a montagem de barracos na área.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

15 de outubro de 2013 | 18h49

As terras, ocupadas com lavouras, como milho e cana-de-açúcar, pertencem à família Paes. Um dos donos, Manoel Domingos Paes Neto, procurou a delegacia da Polícia Civil em Sandovalina para denunciar a invasão. Um advogado deve entrar com pedido de reintegração de posse nesta quarta-feira, 16, no fórum da Comarca, em Pirapozinho.

De acordo com o MST, a São Domingos foi considerada terra devoluta e sofreu um processo de desapropriação, mas os donos recorreram à Justiça e ainda não houve o julgamento definitivo. As terras são disputadas pelos movimentos sociais desde 1995. Em 1997, pelo menos onze pessoas ficaram feridas durante uma tentativa de invasão - sete sem-terra foram baleados, mas todos sobreviveram.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTinvasãoPontal do Paraanapanema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.