Fazenda alvo de atentados sofre novo ataque em SP

A fazenda Nossa Senhora das Graças, no município de Caiuá, interior paulista, que já foi alvo de dois atentados a tiros atribuídos aos sem-terra e está protegida por uma barricada feita com mais de mil sacos de areia, voltou a ser atacada nesta sexta-feira. O fazendeiro Luiz Antonio de Barros Coelho Júnior contou à polícia que desconhecidos destruíram 1.500 metros de cercas e furtaram um boi da raça nelore. Também foram levados cerca de 500 metros de arame liso.O fazendeiro disse ter visto um carro com o emblema do Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) rondando a área na noite anterior. O veículo, um Corsa branco, cuja placa não foi anotada, afastou-se em alta velocidade quando ele se aproximou. Coelho Júnior disse que a ação teria ocorrido a mando dos líderes do Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast), que estão presos na cadeia pública de Presidente Venceslau desde o mês passado. Entre eles há um vereador do PSDB em Caiuá.O fazendeiro disse que há mais de um ano vem sofrendo pressões e ameaças para desistir da fazenda. Depois que a casa sede da propriedade foi alvejada por mais de 100 tiros, em dezembro do ano passado, ele montou a barricada com sacos de areia. A barricada não impediu que a residência voltasse a ser atacada em junho. Até agora, a polícia não chegou aos autores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.