Falta muito para realizar o sonho, diz Lula sobre pesquisas

Presidente atingiu recorde; foi a primeira vez, desde 2003, que Lula comentou uma pesquisa em evento público

Leonencio Nossa, de O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2008 | 20h22

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou o aumento da popularidade nas pesquisas de opinião pública. Em discurso na 11ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, ele disse que o fato de ser aprovado por 84% dos entrevistados da pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta segunda-feira, sinaliza, no entanto, que ainda é preciso fazer mais. "Um governante não pode ficar olhando apenas para o seu umbigo, porque tem 80%, e acha que está bom", afirmou. "Ainda falta muito para que a gente consiga realizar o sonho que nos trouxe para a presidência da República."   Veja também: Você aprova o governo do presidente Lula?   Gráfico e números da pesquisa CNT/Sensus  Pesquisa Sensus mostra aprovação de 80,3%  Serra sobe e lidera em pesquisa para 2010; Dilma está em 3º 83,5% têm conhecimento da crise, diz pesquisa CNT/Sensus     Foi a primeira vez, desde 2003, que Lula comentou uma pesquisa em evento público. O presidente sempre disse que não deve avaliar os levantamentos de opinião pública. Ontem, porém, ele fez questão de comentar os resultados da pesquisa CNI/Ibope. No discurso, ele disse que aprendeu a fazer política protestando, criticando. "Às vezes, até sou chamado de radical", afirmou.   Ao falar sobre a possibilidade de transformar as secretarias de Direitos Humanos e das Mulheres em ministérios, Lula chegou a defender a "continuidade" das ações do governo. "Estou convencido de que precisamos de uma continuidade por mais alguns anos neste País", disse. "Acho que vamos ter de aprimorar todas as coisas que fizemos aqui."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.