Falta de quórum adia votação de relatório da CPI dos Grampos

Texto final deve ser votado na próxima terça e membros da comissão tentarão incluir o indiciamento de Dantas

MARCELO DE MORAES, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 14h31

Por falta de quórum, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos votará somente na terça-feira o relatório do deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), que admite rever a sua posição e incluir o indiciamento do banqueiro Daniel Dantas pela participação em escutas telefônicas clandestinas. O relatório original de Pellegrino não previa o indiciamento de ninguém.

Veja Também:

especialCronologia da Operação Satiagraha

especialVeja o perfil de Dantas e de outros alvos da Satiagraha 

especialAs prisões de Daniel Dantas

Na sessão desta quinta-feira, foram apresentados votos em separado de deputados da oposição, como o de Gustavo Fruet (PSDB-PR) e Raul Jungmann (PPS-PE). Os dois parlamentares pediram o indiciamento de oito pessoas, incluindo Dantas, pelo crime de interceptação e do ex-diretor geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda e do delegado da Polícia Federal (PF) Protógenes Queirós, pelo crime de improbidade administrativa.

Na terça-feira, a CPI se reunirá novamente para a leitura do voto em separado do presidente da comissão, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), e para possível votação do relatório de Pellegrino, que não estará presente - ele assume na próxima semana a Secretaria de Justiça da Bahia. Porém, seu relatório será mantido, possivelmente com a inclusão do indiciamento de Dantas. Para o lugar de Pellegrino deve assumir como relator provisório a deputada Iriny Lopes (PT-ES), que deverá manter o texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.