Falta consistência aos argumentos de FHC, diz Genoino

O presidente nacional do PT, José Genoino, voltou a rebater as críticas feitas na quinta-feira pelo ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso ao governo Luiz Inácio Lula da Silva. "É legítimo o ex-presidente fazer oposição, mas também é legítimo se exigir mais consistência de dados e argumentos no seu novo papel", disse Genoino, em entrevista publicada nesta sexta-feira pelo portal do partido na internet. Nas últimas duas semanas, é a terceira vez que o presidente do PT utiliza o espaço do partido na internet para rebater críticas do tucano. Ontem, após Fernando Henrique contestar o governo e o PT nas políticas agrária e social, além do envolvimento de Lula nas eleições municipais em São Paulo e a tentativa de manter o PMDB na base aliada, Genoino considerou a postura do ex-presidente "arrogante".Na entrevista concedida nesta sexta, o líder petista lembrou momentos polêmicos da gestão tucana na Presidência da República. "Ele teve maioria de três quintos no Congresso Nacional para a sua reeleição, realizou algumas privatizações mal feitas, principalmente no setor elétrico e de estradas, e não previu o apagão. Manteve a estabilidade, é verdade, mas com uma política cambial populista, principalmente em 1997 e 1998, o que aumentou escandalosamente a dívida pública", acusou Genoino, acrescentando que o governo atual pretende criar condições para investimentos em infra-estrutura que, de acordo com ele, "praticamente não existiram no governo FHC".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.