Falcão minimiza impacto do mensalão na arrecadação

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, minimizou nesta segunda o impacto do julgamento do mensalão na fraca arrecadação de recursos para as campanhas eleitorais do partido no País. Minutos depois de o presidente paulista do PT, deputado federal Edinho Silva, ter relacionado a dificuldade de arrecadação com o ambiente político - o julgamento do mensalão e a CPI do Carlinhos Cachoeira - ele afirmou que não faz a mesma avaliação. "Não vejo instabilidade política, o País está caminhando bem e a população tem uma expectativa positiva para os próximos anos."

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 20h13

Os líderes petistas participaram de uma reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para avaliar a campanha. Edinho Silva fez coro às reclamações do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, de que o partido não está conseguindo arrecadação para bancar suas campanhas.

Para Rui Falcão, no entanto, o julgamento do mensalão não produz reflexos nas campanhas eleitorais. "O julgamento está sendo feito pelo STF (Supremo Tribunal Federal), acho que não tem impacto. O financiamento da nossa campanha é feito estritamente dentro das normais legais. Defendemos o financiamento público das campanhas para tirar essa preocupação de vocês", disse, dirigindo-se aos jornalistas. O candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, também presente no encontro, disse que a informação passada pelo tesoureiro é de que o atraso no cronograma de arrecadação é geral, não só do PT, mas de todos os partidos.

Do encontro com Lula, participaram ainda Paulo Frateschi, secretário geral de organização do PT, o deputado Jilmar Tatto, líder da bancada na Câmara, e o publicitário João Santana. De acordo com Tatto, a avaliação geral é de que o partido tem bom desempenho nas principais capitais, inclusive São Paulo, e vai cresce com o início da propaganda eleitoral gratuita na TV, com a participação de Lula. O ex-presidente vai ficar à disposição da estratégia de campanha para participar diretamente ou gravar quando necessário. O PT realiza dois jantares com a presença de Lula esta semana em São Paulo e, na quarta-feira, o ex-presidente visita a sede nacional do PT em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.