Falamos com Levy sobre fixar prazo para regulamentar indexador, diz petista

Ministro da Fazenda pediu tempo aos parlamentares para a regulamentação do projeto da dívida dos Estados

Adriana Fernandes e Lorenna Rodrigues, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2015 | 11h57

BRASÍLIA - O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), informou nesta quarta-feira, 25, que os senadores acenaram com a proposta de fixação de um prazo para que o governo regulamente a lei que alterou o indexador da dívida dos Estados e municípios. A negociação segundo ele, seria mais ampla e envolveria também a discussão do chamado "pacto federativo", que inclui a projeto de reforma do ICMS e a convalidação dos incentivos fiscais concedidos pelos governadores.


"O que nós dissemos para o ministro é que buscaríamos no Senado uma saída sem tirar da mira essa questão do indexador", disse o presidente da CAE. Segundo ele, a proposta seria a de fixaR um prazo para incluir na negociação o que o senador classificou que é "o principal de tudo": o pacto federativo. 


Ele disse que não foi ainda definido o prazo para essa negociação. Ele também deixou claro que não se trata do prazo de 30 dias aprovado ontem pelo Congresso Nacional para a regulamentação da lei que trata do indexador. "Nós nem entramos na questão do prazo de 30 dias. Não definimos temporalmente", afirmou depois de café da manhã com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Tudo o que sabemos sobre:
Joaquim LevyCongressodívidaindexador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.