Fábrica faz mais máscara de Tiririca do que de Dilma

O deputado federal Tiririca (PR-SP) desbancou a presidente Dilma Rousseff. Pelo menos, nas faturas da tradicional fábrica Condal, que há 52 anos faz máscaras de carnaval, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Enquanto o rosto do palhaço foi reproduzido em 10 mil máscaras, a face da presidente recebeu encomenda de 6 mil unidades.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

05 de janeiro de 2011 | 19h02

Os dois estão longe, ainda, do campeão de vendas: o ex-presidente Lula, que vendeu 15 mil máscaras após ser eleito em 2002. "Ele é a cara do Brasil no exterior. Exportamos para toda a Europa", afirma a diretora da empresa, Olga Valles, viúva do artista plástico espanhol, Armando Valles, fundador da fábrica.

Se Tiririca é novato no ramo das máscaras, a presidente Dilma marca presença há três carnavais nas banquinhas de camelô e lojas da Saara (mercadão popular no centro do Rio). Na primeira versão, de 2008, Dilma usa óculos e tem corte de cabelo pouco moderno; na mais recente ela já aparece "repaginada", e com rosto "mais assentado", nas palavras de Olga. "A de 2009 foi logo depois da cirurgia. Ela estava com aspecto plastificado", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
máscaraTiriricaDilmaCondal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.