FAB transporta urnas para lugares de difícil acesso

A Força Aérea Brasileira vai transportar mais de 500 urnas eleitorais para a votação do segundo turno, no próximo domingo, 31, para os lugares de difícil acesso no Norte e no Nordeste do País entre hoje e amanhã.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 16h05

No caso do Acre, onde muitas aldeias estão inacessíveis por rios devido à seca, os helicópteros levarão, para cerca de 32 aldeias, o dobro de urnas (240) do primeiro turno porque o Estado realiza também um referendo para decidir sobre fuso horário. As urnas chegam, ao todo, a 66 localidades de difícil acesso no Acre, Amapá, Amazonas, Pará e Pernambuco. Nos Estados, estão incluídas cidades, vilas e aldeias.

A operação envolve sete tipos de aviões e de helicópteros para transportar carga e profissionais dos tribunais regionais eleitorais para atuar no pleito do dia 31 de outubro. Para o Pará serão enviadas 22 urnas para oito localidades na zona rural das cidades de São Felix do Xingu e de Jacareacanga, onde 3.260 brasileiros, a maioria de origem indígena, votarão no dia 31. A FAB transporta também 22 urnas para Fernando de Noronha. No arquipélago, há 1.200 eleitores.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010transporteFABurnas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.