Extratos revelam depósitos de R$ 38 mil na conta de caseiro

O site da revista Época publicou na noite desta sexta-feira reportagem na qual afirma que o caseiro Francenildo dos Santos Costa recebeu R$ 38.860,00 em depósitos numa conta em seu nome desde o começo deste ano. A revista - que recebeu os extratos bancários do caseiro - garantiu que os recursos foram depositados em dinheiro.Francenildo disse em entrevista ao Estado que o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, freqüentava a "casa do lobby", como foi apelidada a mansão em Brasília mantida por ex-assessores do petista. Ele confirmou a versão à CPI dos Bingos, em depoimento prestado na última quinta-feira. No mesmo dia, Época recebeu os dados bancários do caseiro.À Época, o caseiro disse que os depósitos são provenientes do pai dele, Eurípedes Soares da Silva, empresário da área de transportes em Teresina, Piauí. Segundo a revista, Eurípedes confirmou os depósitos, mas negou ser pai de Francenildo. "O sobrenome dele é muito diferente do meu para eu ser pai dele", afirmou o empresário à publicação. O suposto pai do caseiro afirmou que só iria explicar o motivo dos depósitos depois de consultar seu advogado.Segundo Época, no começo do ano a conta de Francenildo na Caixa Econômica Federal tinha apenas R$ 24,76 de saldo. No dia 6 de janeiro, teria ocorrido um depósito de R$ 10 mil. Um mês depois, a conta acusaria mais um depósito, no valor de R$ 9.990,00. O terceiro depósito teria sido feito no dia 16 de fevereiro, também de R$ 10 mil.Logo depois, no dia 3 de março, Francenildo teria recebido o último depósito, no valor de R$ 3.870,00. O caseiro teria sacado R$ 15 mil no dia 15 de fevereiro. Segundo o advogado Wlício Chaveiro Nascimento, que representa Francenildo, o caseiro pretendia comprar um carro. "Ele desistiu de comprar o veículo e depositou boa parte do dinheiro, cerca de R$ 13 mil", afirmou o advogado à revista. Época afirma que o extrato em poder da revista foi tirado na última quinta-feira, dia 16 de março. "O saldo da conta é de R$ 19.662,35", diz a revista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.