Extrato de caseiro tem pista sobre violação de sigilo

Impresso ilegalmente na Caixa Econômica Federal, conforme admitiu a própria instituição, o extrato do caseiro Francenildo dos Santos Costa contém uma pista que permite rastrear rapidamente o responsável pela violação do sigilo bancário. O código em questão - H4A00000 - está registrado no canto inferior do extrato entregue à imprensa e que está sendo periciado pela Caixa. Segundo fontes técnicas ouvidas pela Agência Estado, esse código é uma espécie de DNA da impressão do extrato. De posse desse registro, pode-se de acessar o sistema interno e descobrir de qual computador foi feita a violação do sigilo do caseiro.Para isso, explicam os peritos, o banco só precisa buscar os registros de operações feitas às 20h58min21s da última quinta-feira, quando o extrato foi tirado. O código da operação de impressão do extrato do caseiro vai constar desse banco de dados. Segundo os técnicos, esse rastreamento pode ser feito em poucas horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.