Extrato de caseiro tem pista sobre violação de sigilo

Impresso ilegalmente na Caixa Econômica Federal, conforme admitiu a própria instituição, o extrato do caseiro Francenildo dos Santos Costa contém uma pista que permite rastrear rapidamente o responsável pela violação do sigilo bancário. O código em questão - H4A00000 - está registrado no canto inferior do extrato entregue à imprensa e que está sendo periciado pela Caixa. Segundo fontes técnicas ouvidas pela Agência Estado, esse código é uma espécie de DNA da impressão do extrato. De posse desse registro, pode-se de acessar o sistema interno e descobrir de qual computador foi feita a violação do sigilo do caseiro.Para isso, explicam os peritos, o banco só precisa buscar os registros de operações feitas às 20h58min21s da última quinta-feira, quando o extrato foi tirado. O código da operação de impressão do extrato do caseiro vai constar desse banco de dados. Segundo os técnicos, esse rastreamento pode ser feito em poucas horas.

Agencia Estado,

22 de março de 2006 | 18h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.