Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Expulso pela executiva do PDT, Telmário Mota diz que vai pedir filiação ao PTB

Partido decidiu na terça-feira, 17, por punição do senador, que votou a favor da PEC do Teto dos Gastos no ano passado

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2017 | 14h49

Prestes a ser expulso definitivamente do PDT por ter votado à favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do teto de gastos, o senador Telmário Mota (RR) falou nesta quarta-feira, 18, em entrevista à Rádio Guaíba, que vai pedir filiação ao PTB, partido chefiado pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson.

A expulsão de Mota foi decidida na terça-feira, 17, pela executiva do PDT e ainda precisa ser confirmada pela direção nacional do seu partido. "Tenho conversado com vários partidos, mas tenho mais afinidade com o PTB. Fico muito feliz se o PTB me aceitar, quero entrar como soldado", disse o senador.

Ele voltou a atacar o presidente do PDT, Carlos Lupi. Dessa vez, Mota falou que Lupi se comporta mais como chefe de facção do que como presidente de um partido por não admitir diálogo no comando da sigla.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.