Expulsão é atitude de governo autoritário, diz Força Sindical

A Força Sindical repudiou por meio de nota a decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de cancelar o visto de permanência do jornalista norte-americano, Larry Rohter. No comunciado, assinado pelo presidente da Força, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, a central sindical informa que a medida é preocupante e trata-se de "uma atitude típica de governos autoritários, que não aceitam vozes dissonantes". E sugere ao governo do Brasil a adoção de medidas judiciais por calúnia e difamação contra o jornalista dos Estados Unidos. Para a Força Sindical, a atitude do governo brasileiro é "arbitrária" e não condiz com um governo eleito democraticamente. "O governo precisa tomar cuidado para não se esquecer dos princípios que regem uma democracia madura", finalizou o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.