Exportadores atacam decisão canadense

Empresários ligados à Associação Brasileira de Comércio Exterior (Abracex) solicitaram hoje ao presidente Fernando Henrique Cardoso que adote medidas enérgicas com o objetivo de evitar maiores prejuízos aos criadores e exportadores nacionais, em razão da decisão do governo do Canadá em vetar a importação de carne brasileira "in natura" ou industrializada. Em reunião realizada na Abracex, os empresários demonstraram preocupação com os reflexos imediatos que essa ação terá nos Estados Unidos e México, que já adotaram medida idêntica. Em fax enviado ao presidente FHC, com cópias para os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alcides Tápias, e das Relações Exteriores, Celso Láfer, o presidente da Abracex, Roberto Segatto, reforçou o temor dos exportadores, alegando que a atitude canadense poderá influenciar outros parceiros internacionais. "Não temos dúvidas em ver nessa atitude do Canadá uma ação muito bem articulada dos seus estrategistas e um reflexo do litígio da produção e comercialização de aviões pela Embraer e a Bombardier", diz o fax.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.