Exportações do Brasil neste ano já superaram as de 2010

Alta no preço das commodities eleva ganhos de exportadores mesmo em cenário desfavorável.

Daniel Gallas, BBC

18 de outubro de 2011 | 13h42

O governo brasileiro anunciou que o total das exportações do país entre o início de 2011 e esta terça-feira deve atingir o mesmo valor exportado em todo o ano passado.

Em 2010, o Brasil exportou US$ 200,9 bilhões (cerca de R$ 354,8 bilhões). Até segunda-feira, o país já tinha exportado US$ 199,8 bilhões. O país tinha uma meta de exportar US$ 257 bilhões neste ano, mas, segundo o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, a meta será superada com folga.

Na segunda-feira, o ministério pretende divulgar uma nova meta para o país.

O aumento das exportações está relacionado principalmente à elevação dos preços das commodities (matérias primas com cotação internacional, como alimentos, petróleo e minérios).

De acordo com Pimentel, os itens mais fortes da pauta de exportações em 2011 foram os mesmos dos últimos anos: commodities agrícolas e minérios.

Superavit

Embora o aumento no preço desses bens venha favorecendo o Brasil nos últimos anos, o governo tem anunciado a intenção de reduzir a participação de commodities na pauta de exportações do Brasil, já que a cotação desses produtos está sujeita a maiores oscilações nos mercados globais do que a de produtos industrializados, com maior valor agregado.

Segundo o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), entre 2007 e 2010, a participação de commodities primárias na pauta de exportações passou de 41% a 51%.

O órgão aponta que, desde 2005, o Brasil perde market share (participação do país nas exportações mundiais) em todos os produtos, exceto em commodities primárias e "outros" (item que inclui petróleo).

Apesar da valorização das commodities, Pimentel afirmou que o aumento das vendas para o exterior ocorre em um cenário de dificuldades para os exportadores brasileiros - já que o real se manteve valorizado em relação ao dólar durante grande parte do ano. Além disso, a economia global passa por novo período de desaceleração.

As importações também estão chegando ao mesmo valor registrado em todo o ano de 2010. Até segunda-feira, o Brasil havia importado US$ 175 bilhões. Em 2010, importou US$ 181 bilhões.

Por ora, o superavit comercial (exportações menos importações) deste ano supera o de 2010 - US$ 23 bilhões até segunda-feira passada, em comparação a US$ 20 bilhões em todo o ano passado. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
economiaexportacoescommodities

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.