Existem provas demais para absolver, diz advogado de ex-presidente do Banco Rural

Defesa diz que provará todas as 'inverdades' do Ministério Público contra Kátia Rabello

Eduardo Bresciani - Agência Estado,

07 de agosto de 2012 | 14h35

Advogado da ex-presidente do Banco Rural, Kátia Rabello, no processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias afirmou que os autos trazem provas para absolver sua cliente. Dias será o último a falar na sessão desta terça-feira e deu uma rápida entrevista ao chegar ao tribunal.

"Vou mostrar todas as inverdade que o Ministério Público disse da minha cliente. Não é questão de não ter prova para condenar, existem provas demais para absolver", afirmou Dias.

Ele sustentará que os empréstimos concedidos pelo banco a empresas de Marcos Valério e ao PT são legais. "Existem laudos da Polícia Federal que atestam isso". Dirá ainda que as movimentações acima de R$ 100 mil foram comunicadas aos órgãos de controle e que o banco tinha a identificação de todos que receberam dinheiro na boca do caixa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.