Exército simula conflito nas fronteiras com Bolívia e Paraguai

Cerca de 10 mil militares participam da Operação Laguna; população poderá assistir manobras táticas

João Naves de Oliveira, da Agência Estado,

28 de setembro de 2009 | 11h12

Quase 10 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica iniciaram nesta segunda-feira (28) em Mato Grosso do Sul, um treinamento com a simulação de conflito internacional. Os exercícios estão sendo realizados nas fronteiras com a Bolívia e o Paraguai. A Operação Laguna terminará no próximo dia 9 e acontece todos os anos. Durante o período estarão atuando tropas, veículos, embarcações e aeronaves. A população poderá assistir as manobras, segundo informou o chefe do Centro de Operações do Comando Militar do Oeste.

 

Ele explicou que 4,5 mil homens das três forças estarão em ação na terra, no ar e nos rios das duas regiões, além de outros 5 mil encarregados pelo apoio logístico na realização do adestramento. As ações acontecerão em Forte Coimbra (Corumbá); Ladário; Bela Vista; Guia Lopes da Laguna; Jardim; Campo Grande; Dourados; Nioaque e Ponta Porã.

 

Os efetivos são da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, localizada em Dourados; da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, com sede em Cuiabá (MT); da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, em Corumbá (MS); do 6º Distrito Naval, situado em Ladário (MS) e da Base Aérea de Campo Grande, além de contingentes de organizações militares de outros Estados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.