Exército retoma obra que era da Gautama

Foram reiniciadas ontem as obras da BR-319 (Manaus-Porto Velho). A construção da estrada, que custará R$ 700 milhões, recomeçou após a rescisão do contrato do Ministério dos Transportes com a Construtora Gautama, envolvida em esquemas de corrupção e que também atuava em outras obras no País. Dessa vez, o ministério vai ter ajuda do Exército, que será responsável pela reconstrução de toda a rodovia, com 860 quilômetros de extensão. A previsão para a conclusão das obras é em 2011. Desde 2005, quando o projeto foi retomado, segundo o ministério, nada havia sido feito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.