Exército diz que sabia do envolvimento de militares em fraude

O Comando do Exército informou, por meio de nota, que tinha conhecimento das denúncias envolvendo militares na quadrilha especializada em fraudar licitações de alimentos, que foi desmobilizada nesta sexta-feira,11, em ação conjunta entre a Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público. O Exército, segundo a nota, "acompanhou e apoiou de maneira irrestrita e na forma da lei as investigações, sem prejudicar o sigilo das operações da PF". A nota acrescenta que o Exército "busca com rigor a apuração de qualquer desvio de conduta de seus integrantes" para punir os responsáveis, caso comprovada a culpa.A operação da Polícia Federal prendeu 28 pessoas, sendo uma no Distrito Federal, uma no Rio e Janeiro, uma no Ceará, uma em São Paulo e uma no Rio Grande do Norte. Outras 23 pessoas foram detidas no Amazonas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.