Exército dispensa 44 mil recrutas

Cerca de 44 mil recrutas foram licenciados, nesta quinta-feira, pelas Forças Armadas, antes do final do período normal de seu serviço militar obrigatório. Eles foram convocados em março, junto com outros 8 mil jovens, e deveriam ser dispensados apenas em novembro, mas voltaram para casa mais cedo devido à falta de recursos do Ministério da Defesa, provocada pelos cortes orçamentários determinados pelo governo em 2002.A pressão militar fez o presidente Fernando Henrique Cardoso liberar emergencialmente R$ 300 milhões para as Forças Armadas, mas a verba não preenche nem a metade do valor que se mantém contingenciado. Ao todo, os cortes do governo chegaram a R$ 17,3 bilhões em todas as áreas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.