Executiva do PMDB tem até sábado para suspender prévias, diz Sarney

O senador José Sarney (PMDB-AP) afirmou que a executiva nacional do PMDB ainda tem até sábado para suspender as prévias que o partido marcou para escolher seu candidato a presidente da República, previstas para domingo, dia 19. "Até sábado dá tempo", declarou ele à Agência Estado, durante o velório do acadêmico Josué Montello, na Academia Brasileira de Letras. Para Sarney, as prévias são "prematuras", por falta de uma regra do jogo eleitoral (a verticalização) e por causa das indefinições quanto a nomes. O senador também afirmou que os dois pré-candidatos a presidente pelo PMDB, o ex-governador do Rio Anthony Garotinho e o governador licenciado do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, "não são significativos". A tentativa de suspensão das prévias é objeto de dura disputa no PMDB entre oposicionistas e governistas, que tentaram realizar uma reunião da executiva para impedir a votação. Apoio a LulaEm sua opinião, se for mantida a verticalização nas próximas eleições, o que considera mais provável, o PMDB não deve ter candidato nem mesmo para vice do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "O PMDB hoje é um partido sem grandes lideranças nacionais, mas com fortes lideranças regionais e estaduais, e a verticalização impede que essas lideranças façam coligações", disse Sarney. O senador acredita que, na hipótese de queda da verticalização, o PMDB deve coligar-se com o PT para apoiar o presidente Lula e postular a vice-presidência, embora não indique nenhum nome. Sarney disse ainda que não avalia se, com o lançamento da pré-candidatura do governador Geraldo Alckmin a presidente pelo PSDB fica mais fácil ou mais difícil para os tucanos derrotar Lula. "Alckmin é um bom nome e bom administrador", afirmou ele. Foi a primeira vez, em pelo menos oito anos, em que o ex-presidente, senador e acadêmico deu entrevista sobre política durante um evento na Academia Brasileira de Letras. Em ocasiões anteriores, ele sempre se recusava a fazê-lo, alegando que o local não era adequado. Josué Montello morreu na quarta-feira à noite.

Agencia Estado,

16 de março de 2006 | 15h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.