Executiva do PMDB discutirá alianças amanhã

A Executiva Nacional do PMDB reúne-se amanhã em Brasília para discutir os rumos do partido nas eleições municipais. A legenda, a maior em número de municípios administrados, com 1.177 prefeituras, está desconfiada do avanço do PT sobre suas bases políticas. O receio será formalmente registrado ainda hoje, com a entrega de um manifesto assinado por 45 deputados do PMDB que reclamam do governo e do PT ao presidente do partido, senador Valdir Raupp (RO), e ao presidente em exercício da República, Michel Temer.

RICARDO BRITO, Agência Estado

06 de março de 2012 | 15h46

Na reunião de amanhã, os caciques peemedebistas devem fechar a pauta de discussões do Encontro Nacional do PMDB, marcado para o dia 17 de maio. A política de alianças do partido certamente estará em debate. Não há qualquer cenário para se fechar acordos prioritariamente com o PT. "Nossa aliança será com todos os partidos, sem distinção entre partidos da base aliada e da oposição", afirmou Valdir Raupp. Mas avisa: "A preferência é a cabeça de chapa".

O presidente do PMDB disse que o partido pretende lançar 3 mil candidaturas a prefeito País afora em outubro. Tem como meta eleger de 1,3 mil a 1,5 mil prefeitos. A legenda quer manter os mesmos 900 vice-prefeitos que possui.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesPMDBalianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.