Execução de obras do PAC sobe para 32%

Dilma destaca, ainda, edital para concessão de sete rodovias federais

Renata Veríssimo, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2031 | 00h00

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, informou ontem, durante a reunião ministerial realizada na Granja do Torto, que o porcentual de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em execução subiu de 20%, no fim do primeiro quadrimestre, para mais de 32% agora.Ela também destacou o lançamento do edital de concessão para sete rodovias federais, cujo leilão deve ocorrer em outubro, e a obtenção de licenças ambientais para as usinas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, além do PAC do Saneamento, lançado na semana passada. De acordo com a ministra, o PAC pôs a agenda do desenvolvimento na ordem do dia e permitiu a articulação com o setor privado para a realização de investimentos de longo prazo que contribuem para o crescimento do País. Ela afirmou que levou aos ministros as conquistas realizadas nos últimos quatro meses, a exemplo da transformação de obras do PAC que estavam com selo amarelo - indicando necessidade de maior atenção do governo - para verde - andamento adequado.RODOANELA ministra informou que houve avanços nos estudos para o Rodoanel de São Paulo - que passarão a ser executados em conjunto com o governo paulista -, e disse que foi encontrada solução ambiental para a realização do anel rodoviário do Rio.Dilma apontou como destaque o andamento das obras da Ferrovia Norte-Sul, que prevê leilão já em setembro. Ela disse que obras em aeroportos, como a terceira pista de Cumbica, Guarulhos, e a segunda pista de Viracopos, em Campinas, serão incluídas no PAC. Para o Ministério das Cidades, explicou, serão destinados durante os próximos 4 anos R$ 900 milhões para habitação, em cidades de 50 mil a 150 mil habitantes, e outros R$ 4 bilhões para municípios com até 50 mil habitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.