EXCLUSIVO-Chance de extraditar Abadía é de 50%, diz Tarso Genro

O Brasil pode não extraditar otraficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadía para osEstados Unidos, disse nesta terça-feira o ministro da Justiça,Tarso Genro. "Vamos decidir o que for melhor para combater onarcotráfico aqui no Brasil e também nas Américas", afirmouTarso à Reuters. Abadía, apontado pelos EUA como um dos maiores traficantesda Colômbia, foi preso em 2007 no Brasil e condenado na semanapassada a 30 anos de prisão pela Justiça brasileira. Agora, o governo deve decidir se o extradita para serjulgado por formação de quadrilha, narcotráfico e ordenarassassinatos, outras acusações nos EUA, ou se deve cumprir penano Brasil. De acordo com Tarso, há 50 por cento de chance de que eleseja extraditado para os EUA. O traficante, conhecido como "Chupeta", tem informaçõesvaliosas sobre outras pessoas sob investigação, segundo oministro. "Precisamos avaliar se a saída dele prejudicaria essetipo de investigação", afirmou. O ministro, que fará nas próximas semanas uma recomendaçãoao presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o caso, disse quea decisão de extraditá-lo ou não será um "ato soberano". Bens de luxo confiscados de Abadía e de sua esposa, comocoleções de sapatos e de vinhos do Porto, foram vendidos naterça-feira num concorrido bazar de caridade em São Paulo. Trêsmansões que pertenciam ao traficante, de 44 anos, também jáforam arrematadas. (Reportagem de Raymond Colitt)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.