Exames de Arruda não revelam problema de saúde, diz PF

Governador licenciado do DF está preso há um mês por supostativa tentativa de subornar uma testemunha

estadao.com.br,

11 de março de 2010 | 12h58

Todos os exames de sangue e de urina, feitos na quarta-feira, 10, pelo governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, deram resultado normal, inclusive o de glicemia. A informação é da Polícia Federal.

 

Veja também:

linkArruda se recusa a ficar de jejum e adia exames

linkSTJ aceita pedido para médico particular visitar Arruda

linkExames não mostram alteração em saúde de Arruda, diz PF

linkFlávia Arruda: recebimento de dinheiro é normal

linkJOÃO BOSCO RABELLO: MP aperta Durval contra Roriz

 

Em função de Arruda ser diabético, os resultados dos exames de glicemia estavam sendo bastante aguardados, e poderiam ser usados pela defesa para justificar uma eventual prisão domiciliar do governador. Os exames foram pedidos pelo médico particular de Arruda, o cardiologista Brasil Caiado.

 

Os advogados do governador, que completa nesta quinta-feira, 11, um mês na prisão, pretendem até semana que vem entrar com um pedido de revogação da prisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

A estratégia da defesa era, inicialmente, tentar uma transferência para prisão domiciliar, sob a alegação de problemas de saúde. Para obter isso, os advogados dependiam dos resultados dos exames que o governador. Na quarta-feira, 10, o médico de Arruda, Brasil Caiado, afirmou que, naquele momento, não haviam motivos para uma internação imediata.

 

Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.