Ex-vereador é preso sacando benefícios de segurados do INSS

O comerciante e ex-vereador Pedro Gomes de Almeida, de 52 anos, conhecido como Pedro Bonzinho, foi preso nesta quarta-feira por agentes da Polícia Federal quando tentava sacar benefícios previdenciários de duas seguradas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os documentos estavam em nome de Maria Neuza Alves e Quitéria Maria de Lima, que morreu em dezembro de 2001. A prisão foi em flagrante, na agência da Caixa Econômica Federal, na cidade de Capela, a 59 km de Maceió. Na residência do ex-vereador, a polícia apreendeu 13 cartões de pagamento de benefícios do INSS, extratos de contas de segurados, documentos de identidade e CPFs. Pedro Bonzinho vai responder a processo por estelionato (artigo 171) e poderá pegar de um a cinco anos de reclusão. Ele está preso em uma das celas da carceragem da superintendência da Polícia Federal, em Maceió. O ex-vereador não quis falar com os jornalistas. Mas, segundo uma fonte da PF, Bonzinho teria dito que os cartões do INSS estavam em seu poder para cobrir débitos que alguns segurados tinham com ele. Desde a criação da Delegacia de Prevenção e Repressão a Crimes Previdenciários (Delaprev), em julho, foram identificados cerca de 50 benefícios ativos de segurados já falecidos. O desfalque aos cofres da Previdência Social passam de R$ 300 mil.

Agencia Estado,

10 Outubro 2003 | 00h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.