Ex-sócio de Jader depõe na PF e diz que é inocente

O ex-sócio do presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), o empresário José Osmar Borges, está prestando depoimento na Polícia Federal em Cuiabá. O empresário, acusado de desviar R$ 133 milhões da Sudam, deverá ser indiciado pelo crime de colarinho branco, informou o superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso, Claudio Luiz da Rosa. "Vou provar que sou inocente; eu estou sendo perseguido injustamente", disse o empresário Osmar Borges, ao chegar na sede da PF em Cuiabá. O empresário está prestando depoimento ao procurador José Pedro Taxi, e mais três delegados da Polícia Federal. Até o momento, a PF não conseguiu prender o contador do empresário, Florisvaldo Furío. O advogado do contador, Jatabairu Francisco Nunes, informou que o seu cliente se encontra no interior do Estado e não irá se apresentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.