Ex-senador do DEM derrota candidato de Lula para TCU

Após vencer Quintanilha, José Jorge agora terá nome avaliado pela Câmara

Ana Paula Scinocca, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

17 de dezembro de 2008 | 00h00

O Planalto perdeu ontem para a oposição a disputa pelo preenchimento de uma vaga de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). O ex-senador José Jorge (DEM) teve 41 votos no Senado, contra 34 para o senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO).Também foi contabilizado um voto nulo. No total, 76 dos 81 senadores participaram da votação, que foi secreta. A vitória de José Jorge representou uma derrota para o Palácio do Planalto, que defendia o nome do peemedebista. O nome precisa agora ser apreciado pela Câmara.Ex-senador, ex-candidato a vice-presidente da República (na chapa encabeçada pelo tucano Geraldo Alckmin, em 2006) e atual presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB), José Jorge foi indicado para a disputa no Senado pelo líder do DEM na Casa, José Agripino Maia (RN).Antes do início da votação, oposicionistas e governistas fizeram discursos em defesa de seus respectivos candidatos.Tanto José Jorge quanto Quintanilha acompanharam a votação no plenário. O peemedebista, por ser senador, inclusive teve direito a voto.Quintanilha enfrentava resistência na Casa por responder a processo no Supremo Tribunal Federal (STF) por crime contra a ordem tributária. O processo corre em segredo de Justiça e é relatado pelo ministro Cezar Peluso. O peemedebista também sofreu desgaste no Senado em 2007 quando, na condição de presidente do Conselho de Ética da Casa, conduziu os processos que resultaram na absolvição do ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL).José Jorge comemorou o resultado. "O Senado é autônomo para escolher e acredito que cada senador levou em conta quem poderia fazer o melhor trabalho no TCU. Foi uma bela luta", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.