Ex-senador chega algemado a Palmas

O ex-senador Jader Barbalho (PMDB-PA) chegou algemado à sede da Superintendência da Polícia Federal do Tocantins, em Palmas, no final da tarde. Ele está preso em uma cela com o ex-superintendente da extinta Sudam José Arthur Guedes Tourinho e a consultora Maria Auxiliadora Barra Martins, acusada de fazer a intermediação de operações irregulares de financiamento. Jader também está acompanhado do advogado Edson Messias. Eles aguardam o despacho do presidente do Tribunal Regional Federal 1ª Região, Tourinho Neto. Outros três acusados de envolvimento no desvio de recursos da Sudam - Regivaldo Pereira Galvão, Délio Fernandes e José Soares Sobrinho -, presos emAltamira (PA), estão detidos em outra casa de custódia provisória de Palmas.Na chegada, Jader tentou esconder dos fotógrafos as algemas com um livro. Apesar de ter curso superior, Jader deverá ficar em celas que não dispõem de televisão, frigobar e que o uso de aparelhos celulares só será permitido com autorização da Justiça.No espaço de 4x5 metros em que Jader deve ficar, há duas camas de alvenaria, uma grade vazada em cima e um banheiro com vazo turco, sem biombo. Segundo seu advogado, Edilson Messias, Jader ficou espantado e disse não ser aquele um lugar de ser humano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.