Ex-secretário do DF entra com pedido de liberdade

Advogado afirma que Wellington Moraes não é citado no inquérito que apura a operação Caixa de Pandora

Agência Estado,

17 Fevereiro 2010 | 17h53

O jornalista Wellington Moraes, ex-secretário de Comunicação do governo do Distrito Federal, entrou nesta quarta-feira, 17, no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido de habeas-corpus para responder em liberdade ao processo criminal por tentativa de suborno a uma testemunha e falsidade ideológica.

Veja também: 

linkManifestantes pedem intervenção no DF a Lula

linkSTF deve julgar habeas corpus de Arruda semana que vem

linkArruda deve receber visita de Paulo Octávio nesta quarta

Na petição, o advogado do ex-secretário alega que a prisão é ilegal e desnecessária. O advogado lembra também que Wellington Moraes, embora seja acusado de tentar subornar um testemunha, não é citado no inquérito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que apura a operação Caixa de Pandora.

O ministro Marco Aurélio, relator do pedido de habeas-corpus, solicitou com urgência informações sobre o envolvimento de Wellington no inquérito.

Mais conteúdo sobre:
mensalãoDFWellington MoraesSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.