Ex-secretário de Comunicação de Arruda se entrega à PF

Wellington Moraes já foi recolhido para carceragem; ex-deputado Geraldo Naves continua foragido

Vannildo Mendes, da Agência Estado,

12 de fevereiro de 2010 | 14h25

Depois de Haroaldo de Carvalho, diretor da Companhia Elétrica de Brasília, o jornalista Wellington Moraes, ex-secretário de comunicação do governo do Distrito Federal se entregou na tarde desta sexta-feira, 12, na Superintendência da Polícia Federal e já foi recolhido para carceragem, onde ficará à disposição da Justiça.

 

Veja também:

link Marco Aurélio mantém prisão de governador José Arruda

link Três que tiveram prisão decretada com Arruda estão foragidos

link Reunião de Paulo Octávio com deputados distritais é cancelada

especial Entenda a operação Caixa de Pandora

 

Com isso, das cinco prisões preventivas decretadas pelo Superior Tribunal de Justiça, só o ex-deputado Geraldo Naves não se apresentou ainda à PF. Ele é acusado de ter levado bilhete do governador José Roberto Arruda com a suposta proposta de suborno, ao jornalista Edson Sombra, para que ele obstruísse as investigações da operação Caixa de Pandora.

 

Outro acusado, Antonio Bento, já havia sido preso em flagrante ao tentar subornar Edson Sombra, testemunha do escândalo investigado pela Polícia Federal. O sobrinho do governador, Rodrigo Arantes, se entregou à superintendência da Polícia Federal na quinta-feira, 11.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.