Ex-presidente de TJ recebe pena máxima

O Conselho Nacional de Justiça determinou ontem, em sessão secreta, a aposentadoria compulsória e imediata do ex-presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia Sebastião Teixeira Chaves, pena máxima que o CNJ impõe a magistrados em processos administrativos. Chaves foi detido, em 2006, pela Polícia Federal durante a Operação Dominó. Ele e mais 22 pessoas, dos três Poderes do Estado, foram acusados de participar de esquema que teria provocado rombo de R$ 70 milhões nos cofres públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.