Ex-prefeito nega irregularidades

Uma das cidades afetadas pelas enchentes no Vale do Itajaí, o município de Brusque gastou mais de R$ 1 milhão em compras durante o período decretado como estado de calamidade pública. De acordo com a auditoria da ONG Instituto de Fiscalização e Controle (IFC), cujo resultado foi adiantado ontem pelo Estado, não há comprovação suficiente do que foi feito com o dinheiro. O ex-prefeito Ciro Roza (DEM) nega possíveis irregularidades durante seu mandato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.