Ex-prefeito de Bauru condenado a 5 anos de prisão

O juiz Heraldo Garcia Vitta, da 2ª Vara Federal de Bauru, condenou o ex-prefeito Antonio Izzo Filho a 5 anos de prisão, e o seu ex-secretário de Finanças, João Luiz da Silva Jr, a três anos, por terem, em 1991, desviado verbas de implantação de 2.456 lotes urbanizados, para a construção de uma avenida.Segundo a apuração do Ministério Público Federal, que propôs a ação, a operação resultou em prejuízo de R$ 2,9 milhões ao erário publico. Os lotes não foram terminados, e hoje a Prefeitura deve o financiamento deles à Caixa Econômica Federal. Ao ex-secretário de Finanças foi dado o direito de cumprir a pena em liberdade, mas para Izzo o benefício foi negado pelo juiz, que o considera perigoso. O ex-prefeito encontra-se recolhido à cela especial da cadeia pública de Bauru desde o dia 14 de maio de 1999. Seu advogado disse que vai recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.