Fabio Motta|Estadão
Fabio Motta|Estadão

Ex-mulher registrou queixa contra Pedro Paulo por ameaça, diz revista

Segundo a revista Época, o pré-candidato à prefeitura do Rio ameaçou 'sumir' com a filha do casal em 2010; Alexandra fez registro do ocorrido em delegacia

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2015 | 12h36

RIO - O secretário municipal de governo do Rio e pré-candidato à prefeitura em 2016 pelo PMDB, Pedro Paulo Carvalho, teria mais um caso de registro policial por violência. Depois de dois casos de agressão à sua ex-mulher, Alexandra Marcondes, terem sido divulgados, a revista Época publicou, nesta quinta-feira, 19, que o secretário também foi acusado de ameaçar a ex-companheira. No registro feito em 2010 na 16ª delegacia de polícia da Barra da Tijuca, Alexandra declarou que Pedro Paulo a “ameaçava constantemente”, e que não aceitava a separação nem “respeitava” as datas estipuladas pela Justiça para visitar a filha do casal, que tinha quatro anos de idade. 

Segundo a revista, pelo depoimento de Alexandra, os policiais registraram que o pré-candidato ligava para ela diariamente dizendo que iria "tirar a guarda da criança e que vai sumir com ela”. "Alexandra disse aos policiais que Pedro Paulo foi até o prédio onde ela morava no dia anterior, subiu sem autorização e passou a chutar a porta do apartamento dela. Como Alexandra disse a ele que chamaria a polícia, Pedro Paulo foi embora".

A primeira agressão à Alexandra foi em dezembro de 2008, quando os dois circulavam de carro, em São Paulo, e Pedro Paulo espancou a ex-mulher com socos no rosto e no corpo. A outra foi em 2010, no apartamento em que o casal morava no Rio. À época, ambos fizeram exame de corpo-delito no Instituto Médico Legal (IML). Alexandra chegou a quebrar um dente.

O secretário ainda não se manifestou sobre o caso. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.