Ex-mulher de Rogério Buratti fala na CPI dos Bingos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga a relação das casas de bingo com a lavagem de dinheiro e o crime organizado ouve hoje Elza Gonçalves Buratti, ex-mulher de Rogério Buratti, advogado apontado como responsável pela cobrança de propina de empresas em Ribeirão Preto (SP) na época em que o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci foi prefeito da cidade. Buratti também teria facilitado a renovação do contrato entre a empresa multinacional de administração de loterias Gtech e a Caixa Econômica Federal. O depoimento de Elza Buratti ocorre logo após a reunião administrativa da CPI, prevista para às 11 horas no Senado. No encontro, os membros da comissão vão analisar e votar requerimentos de convocação de novos depoentes.

Agencia Estado,

30 de maio de 2006 | 07h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.