Ex-mulher de preso o acusa de omitir bens

Hugo Sérgio Chicaroni, preso sob acusação de tentar subornar o delegado federal Victor Hugo Rodrigues Alves Pereira para retirar do foco da Operação Satiagraha o banqueiro Daniel Dantas, enfrenta ação na Justiça movida pela ex-mulher Elenilza Sammarco. Ela quer anular a separação consensual de ambos, assinada em junho.Elenilza alega que Chicaroni sonegou, durante o processo de separação, a informação de que é dono de três fazendas em Mato Grosso do Sul. Para a ex-mulher, a omissão resultou em evidente prejuízo a ela. Chicaroni está preso na custódia da Polícia Federal em São Paulo, desde 8 de julho. No mesmo dia, a PF encontrou R$ 1,18 milhão em dinheiro no seu apartamento, em Moema, na zona sul da capital. Dantas é acusado de desvio de verbas públicas e crimes financeiros. Recentemente, Elenilza teve acesso a documentos que comprovariam que Chicaroni, qualificado como professor universitário e cientista político, comprou pelo menos três grandes fazendas nos últimos anos."Minha cliente não autorizou a divulgação do caso. Não posso falar, o processo está em segredo de Justiça", disse o advogado Marcelo Reina Filho. Já o advogado de Chicaroni, Alberto Carlos Dias, disse não ter cabimento tal cobrança a uma pessoa que "está privada de sua liberdade". "Os advogados da ex-mulher me ligaram e disseram que queriam fazer um acordo. Isso é oportunismo", afirmou Dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.