Ex-ministro da Saúde, Jamil Haddad morre no Rio aos 83 anos

De acordo com a assessoria, presidente de Honra do Partido Socialista Brasileiro foi vítima de enfarte

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

11 de dezembro de 2009 | 11h56

Morreu na madrugada desta sexta-feira, 11, no Rio de Janeiro, o presidente de Honra do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Jamil Haddad. Segundo informações divulgadas pelo site da legenda, Haddad, de 83 anos, foi vítima de enfarte. O velório será realizado na capela 2 do Cemitério São João Batista, a partir do meio-dia. O sepultamento está previsto para o final da tarde de hoje.

 

De acordo com o site do PSB, o médico Jamil Haddad foi um dos fundadores do partido. Nascido na capital fluminense, ele foi deputado estadual e escolhido pelo governador Leonel Brizola, em março de 1983, para assumir a prefeitura da cidade. Dois anos depois, Haddad participou da reorganização do PSB, tendo sido eleito presidente no primeiro encontro nacional da sigla.

 

Ele também participou do processo da Constituinte, quando assumiu a vaga no Senado deixada por Saturnino Braga. Em 1990, foi eleito deputado federal. Ele chegou depois a assumir o Ministério da Saúde no governo Itamar Franco (1992-1995), segundo o PSB. Na gestão Luiz Inácio Lula da Silva, Jamil Haddad assumiu a direção geral do Instituto Nacional de Câncer (Inca) durante cinco meses, em 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
Jamil HaddadPSBmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.